A educação para a construção de uma sociedade desigual


A educação para a construção de uma sociedade desigual



Paulo Freire foi um ilustre educador brasileiro, considerado um dos pensadores mais adorados na história da pedagogia mundial. Paulo Freire foi o autor de diversos livros influentes para o mundo e para o surgimento da pedagogia crítica, sendo um de seus principais fundamentos, dentre eles há "A pedagogia do oprimido", tendo sua primeira publicação em 1968, o livro crítica a educação tradicional, segundo ele, ela apoia e mantém o status da sociedade, assim fazendo o poder concentrar-se nas mãos das classes dominantes, tal fato sendo um dos, se não o , principal motivo do retardo para a garantia de mais direitos humanos, considerando que, a existência de classes dominantes e classes dominadas acentuam uma imensa desigualdade social, onde aqueles com mais poder esbanjam e gastam seu lucro a vontade, enquanto aqueles com menos poder não possuem se quer uma garantia de vida. Como Paulo Freire disse no livro citado, a educação tradicional impossibilita que as classes dominadas possam questionar a forma que são tratadas na sociedade e a sua falta de direitos básicos, porém ainda que difícil, é necessário adotar novas formas de educação, diferentes das convencionais, para assim houver a libertação dos oprimidos, assim como é expressado no livro em questão. É necessário pontuar que a criação de um "novo ensino médio", por exemplo, onde matérias que possibilitam enxergar a forma como a sociedade é feita e mantida deixam de ser obrigatórias, é na verdade um retardo na luta para uma educação justa e que promova uma reorganização em relação a forma como o atual cenário da sociedade está, tal fato podendo ser interpretado também como uma forma de alienação propagada com um falso discurso de "liberdade" ao estudante. Matérias como sociologia, filosofia e artes, por exemplo, são dadas justamente no intuito de criar uma mente mais crítica, ao ponto do indivíduo questionar certas características da nossa sociedade, tanto quanto também fazer com que haja mais ação para a queda desse sistema onde apenas as classes mais altas são beneficiadas.


Palavras chaves: Paulo Freire, educação, desigualdade, sociedade, A pedagogia do oprimido, sociologia.