Falta de Oportunidade e Desemprego desenfreado: Uma causa alarmante aos Direitos Humanos.

Falta de Oportunidade e Desemprego desenfreado: Uma causa alarmante aos Direitos Humanos.


Aluna: Sofia de Araújo Ramos

Professora: Jeane de Freitas Azevedo


O desemprego é um fenômeno social que se observa nas sociedades capitalistas e que atinge um número significativo de pessoas. No Brasil, no segundo trimestre de 2021, a taxa de desemprego ficou em 14,1%, o que representa 14,4 milhões de trabalhadores, segundo dados do IBGE. Esse levantamento também mostrou que a taxa de desemprego no Brasil é a quarta maior dentre uma lista das 44 principais economias do mundo, revelando que a taxa do Brasil supera mais de duas vezes a média mundial. Em seu artigo XXIII , a Declaração Universal dos Direitos Humanos (DUDH) garante que “Toda pessoa tem direito ao trabalho, à livre escolha de emprego, a condições justas e favoráveis de trabalho e à proteção contra o desemprego.” Diante de um direito humano que é assustadoramente violado no nosso país, o atual trabalho busca chamar atenção para este problema que precisa ser enfrentado por todas as pessoas e instâncias políticas. Para tanto, apresenta-se em formato de áudio visual, com o uso do teatro e drama , com o objetivo de comover, emocionar e causar uma reflexão no público. O vídeo produzido conta a história de uma personagem chamada Marlene da Silva, uma mulher e mãe solteira de aproximadamente 48 anos, que não concluiu o ensino médio e nunca teve sua carteira de trabalho assinada, pois sempre teve trabalhos precários, ocupando postos informalmente e fazendo os chamados « bicos ». Existem vários explicações para o desemprego como por exemplo, crises internacionais, política nacional instável, aumento da população economicamente ativa, automatização da mão de obra, falta de qualificação profissional, etc. No entanto, na teoria social crítica, desenvolvida por Karl Marx, o desemprego é visto como uma condição estrutural da sociedade capitalista. Para ele, o exército de reserva seria uma mão de obra inativa porque visa substituir os trabalhadores ativos caso haja necessidade. Isto é, para a teoria crítica, o desemprego sempre vai existir no sistema capitalista, pois o sistema precisa substituir os trabalhadores quando surgir demandas. Em síntese podemos concluir que embora o desemprego seja um direito humano é preciso que a sociedade e seus representantes políticos reflitam de forma crítica sobre políticas públicas para resolver este problema.




Palavras chave: 1. Desemprego 2. Direito humano 3. Exército de reserva 4. Vídeo 5. Drama