Negritude no topo

ODS 10

NOME DO PROJETO: Negritude no Topo

INTEGRANTES: Desireê da Costa Silva Feliciano Estefany Guedes de Oliveira Iasmim Nathália da Silva João Victor de Oliveira Silva Jovana Silva dos Santos Lucas Cassiano Laura Sthefany B. Sales da Silva Mariane Souza Costa Maria Clara Trajano A. dos Santos Maria Eduarda Inácio dos Santos Maurício da Silva Bezerra Pedro Henrique da C. Conceição Thallita Cabral Gomes Thamires Magalhães Moreira

ORIENTADORA: Ellen Cristine Alves

RESUMO DO PROJETO

O trabalho consiste em mostrar personalidades negras e empoderadas, que ajudaram a descontruir o preconceito e a desigualdade dos negros na sociedade. Baseado nas palavras publicadas pelo autor Ricardo Andrade, (Jornal Folha Popular. Ed. no11, nov.de 2006), no qual ressalta que os negros são descendentes de civilizações africanos com representação forte, marcante como reinados edificados e valorização de uma cultura dominante na ciência, nas técnicas agrícolas, na medicina, entre outros setores, queremos evidenciar a necessidade de discutir a importância de conscientizar os indivíduos que os negros também estão no topo e que são pessoas bem sucedidas na sociedade, partindo da compreensão histórica embasada na valorização da cultura negra e no seu espaço de atuação. O intuito desse trabalho é mostrar pessoas negras que tem forte influência na sociedade contemporânea evidenciando sua trajetória. Para isso, escolhemos cinco categorias para citá-las, sendo: Influencers (atrizes, cantores, blogueiras), roteiristas, atletas, ativistas dos movimentos feministas e movimentos LGBT. Deste modo, a nossa metodologia escolhida foi uma produção de um vídeo, a partir de uma montagem teatral com desenhos ilustrados em imagens (avatares) que representam os participantes da equipe e seus relatos sobre a pesquisa de personalidades negras, que se destacaram em suas ações para com a luta contra o racismo e preconceito existente na sociedade, finalizando o vídeo com o poema produzido pelos alunos. A discussão sobre essa temática enfatiza que a população negra tem sim capacidade de atingir grandes metas e que os aspectos históricos contextualizam um engajamento sobre a quebra de estigmas que inferiorizam essa população. Com essa pesquisa, resultamos no apontamento dos aspectos históricos em diferentes tempos que evidenciou a oposição referente as práticas de racismo e preconceito sobre o povo negro, e que demonstram características de inspiração para os dias atuais. Portanto, é indispensável o diálogo sobre o tema, porque o conhecimento sobre os negros deve estar em nosso cotidiano mostrando sua importância na construção de uma sociedade.

Palavras-chave: População Negra; Empoderamento; Racismo.